quinta-feira, 5 de maio de 2011

EU ADORO SENTIR SAUDADES - 2ª EDIÇÃO

Delíciaaaaaaaaaaaaaa!
Vamos à minha 2ª lista de saudades-que-chegam-a-doer! :-)

EU TENHO SAUDADE:
  1. Dos aniversários no nosso terraço, com docinho e garrafinhas de refrigerante na mesa do bolo;
  2. Da casa da Tia Vera na rua de trás da nossa, em São Silvano;
  3. Da sopa de legumes batida, da Tia Penha Guio;
  4. De andar de patins com o Loiz e DO Loiz;
  5. Dos desenhos animados: He-man, She-ha, Thundercats, Os Smurfs e Ursinhos Carinhosos;
  6. Dos meus brinquedos dos anos 80: Pogobol, Genius, Aquaplay, Boca Rica, Miniaturas da Coca Cola; Menina-Flor; Lanchonete Mc Donalds; Meu Pequeno Pônei; o mini computadorzinho Pense Bem (e do barulinho que ele fazia); Cabeça de Batata; Pula Pirata; Meu Primeiro Gradiente; Sorvetinho; Barbie Hair e etc, etc, etc!!
  7. Do cheiro do meu NENÊ DA ESTRELA quando o ganhei;
  8. Das bonecas Risadinha, Neguinha Maluca e Emília das minhas irmãs;
  9. Do All Star que trocava de cor, do relógio que trocava a pulseira e das Melissas coloridas;
  10. Do cheiro dos armários e da casa da Nona, de Nova Almeida, quando chegávamos lá;
  11. Do cheirinho de pó de arroz que a Nona tinha;
  12. Do cheiro de repelente e de remédio pra bicho que mamãe jogava sem dó em nossa primeira noite na casa da Nona, de Nova Almeida;
  13. De quando tive catapora e fui impedida de entrar na piscina de casa, durante uma festa, mesmo sabendo que tinham, pelo menos, umas 30 crianças lá;
  14. Do Almoço das Regiões do São José;
  15. Das guerrilhas que fazíamos no último dia de aula com direito a muito trigo, ovo, água e misturas nojentas;
  16. Da Tia Rita Dias e da Dona Nega;
  17. De participar das brincadeiras da Pollyanna e da Kênia, na garagem de casa;
  18. Dos dançantes que minhas irmãs mais velhas faziam - e eu ia espiar escondidinha;
  19. Do medo que tive, na Ilha de Itaparica, aos 6 anos, assistia a um grupo de adolescentes brincando de SALADA MISTA, quando um deles, de gozação, disse que eu também participaria. Comecei a ameaçar um choro e fui prontamente acolhida no abraço gostoso da Bia, que me tranqüilizou e disse que era tudo mentira dele;
  20. Da cobra que mataram na Ilha de Itaparica;
  21. Dos amigos de infância que fiz nessas viagens de férias: Larissa, Fábio, Maria (mesmo que bebê), ...
  22. Das vindas da Tia Célia e cia e das minhas intermináveis brigas com André;
  23. Das nossas idas à Cachoeiro;
  24. Do Jaraguá;
  25. Das minhas férias em Cachoeiro e da noite que, no meio do filme A MOSCA, ouvi um barulho estranho e saí do quarto com uma espingarda (enquanto André tremia embaixo da coberta) e surpreendi o funcionário da empresa de luz consertando a fiação no poste de frente da varanda (imagina a cara dele... e A MINHA?!);
  26. De Marataízes;
  27. Da viagem até Marataízes, dividindo o “bagageiro” de uma pampa com Daniella, Fernanda e Roberta;
  28. Do Sítio do Tio Magno;
  29. Dos Natais em família e dos meus “Shows da Xuxa” (Coitados dos familiares OBRIGADOS a assistir!!!);
  30. Da parede da casa cheia de quadrinhos com fotos do papai e da família;
  31. Da minha lancheira com Mirabel, Nucita e Suquinho de caju na garrafinha;
  32. Da dancinha do Charleston, com maiô preto e meia arrastão, na festa do Instituto;
  33. Do refrão que agarrou no LP, bem no meio da minha apresentação de dança com Kamile, na hora do recreio, no Instituto: “Todo domingo havia banda no core- no core-no core- no core- no core...”
  34. Da companhia do Rodrigo e do Ryan nos recreios e nas saídas da escola;
  35. Dos copos de alumínio que usávamos no camping, e do arroz de sacolinha;
  36. De dormir na barraca de camping e do cheiro de plástico que ela tinha;
  37. De ver o papai tomar banho na piscina natural com água QUASE CONGELANDO, em Friburgo, e de lembrar da Tia Carminha sentada na pontinha da Pedra do Cachorro Sentado;
  38. De escorregar nas pedras que tinham numa cachoeira num desses campings (não lembro de qual cidade);
  39. De passar final de semana na casa da Tia Norma e de receber Flávia em nossa casa nas férias escolares;
  40. Da Karina, do Danilo, da Tia Pretinha e do Dr Pedro;
  41. Das consultas no Dr Elpídio, com aquela quadro da enfermeira com o bebê pendurado na parede, o termômetro de vidro fininho e da máquina de escrever que ele usava;
  42. Do dia que o Luiz Emilio, aos 8 meses de idade, engoliu uma besouro – vulgo “Rola-bosta”, e quase morreu asfixiado, quase matando a gente do coração!;
  43. Dos dançantes da minha turma embalados ao som dos Menudos, Polegar e Dominó;
  44. Da turma da Castro Alves;
  45. Da emoção que eu sentia ao achar o que a “Santa Luzia” tinha trazido pra mim;
  46. De quando a Fernanda me contou que Santa Luzia não existia e foi me mostrar, no armário da cozinha, nossos doces escondidos;
  47. Do São José antigo, na Rua Adwalter Ribeiro Soares;
  48. Dos meus amiguinhos da 2ª série, ano em que entrei no São José;
  49. Do cheiro da cantina da escola antiga e dos recreios inesquecíveis que tínhamos por lá;
  50. De quando, na 3ª série, me apaixonei pelo Giovani Fontana após vê-lo de camisa florida aberta, no último dia de aula.

10 comentários:

  1. Ahhh...tava demorando!
    Partiu para a desmoralização?!?!?!
    A idade é tão boa pra nos deixar relaxados...
    Beijao!

    ResponderExcluir
  2. Quantas saudades boas, hein Lari. Essas lembranças nunca saem de nossas cabeças e acabam fazendo parte de nosso cotidiano. Sempre nos deparamos com elas em todos os sentidos, seja um cheiro, uma visão, uma música... Amei sua lista, bem pessoal e familiar. Continue nos presenteando com seus textos deliciosos. Parabéns pelo blog!!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, qdo vi esse post no Facebook vim correndo aqui ler! Nao sabia NUNCA que vcs tinham morado no predio da Antarctica! Qdo foi, depois que nos mudamos para Vitoria? Nosso apartamento era o 14, o da Erika o 15. Acho que a tia Adalea que comprou o nosso. Karina, Danilo e tia Pretinha?? Gente, que saudade. Cade eles? Eu brincava de queimada com a Bia, a Polly (as vezes), a Velecya, a Jamile e as meninas do 'barracao'. Jesuis qta lembranca..
    Biscoito de maizena com manteiga? Seu cabelo de "coqueiro". Lembro de uma Belina, era de vcs? A mercearia do Sr. Ernesto e do tio Acir. A escola de datilografia de frente ao ponto de onibus. A quitandinha da Silvinha. Ai, to amando! (ainda tenho o meu Genius aqui comigo). Bjos estalados.

    ResponderExcluir
  4. Eu acreditei em Santa Luzia até "véia", tipo até uns 12 anos, acho!! Rs... adorei a lista!! Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Gente, que delícia saber que tantas pessoas "viajam" nas lembranças, assim como eu....
    A cada segundo me lembro de algo novo e quero acrescentar nas minhas listas de saudades; só não quero estender muito o assunto pq senão fica chato, né? E essa não é a intenção. Prometo fazer uma última lista amanhã. Sexta-feira e a gente fecha a semana com chave de ouvo. Só não prometo que haverá apenas 50 itens! rsrs

    Dé, desculpa a desmoralização, mas foi INEVITÁVEL. Essa é uma das lmebranças mais VIVAS que tenho! rs
    Zú, obrigada, meu querido... que delícia vc por aqui!
    Nineeeeeeeeeeeeee, ACABO de acrescentar o biscoito de maizena com manteigaaaaaaaaaaa! Lembro EXATAMENTE do gosto que tinha pra mim! ;-)
    Iguana, eu tb acreditaria em Sta Luzia por muito tempo, mas a Fernanda foi PÉSSIMA! rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu acredito em Santa Luzia até hj. #-P E POUCO ME INTERESSA SE OS DOCES ESTÃO NO ARMÁRIO. Humpf.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Monica pelo apoio... O André tem razão, a Larissa quer nos desmoralizar. Mas, confesso que não lembro disso... rsrsrs...

    ResponderExcluir
  8. PATRICIA RIZZI MARIANELLI5 de maio de 2011 19:39

    Amiga estouuu adorando suas històris contadas com tanto carinho....pena q não fiz parte de sua infância para poder entrar nesta sua imensa listagem de SAUDADESSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  9. Tenho uma lembrança ótima pra vc.... vc e o stephano dançando LAMBADA....kkkkkkk fazendo apresentações...kkkkkkkk ARRASEI FALA......KKKKKKK

    ResponderExcluir
  10. Tenho lembranças ótimas...pena que não posso deixar aqui...kkk. Fica no coração! Te amo amiga!

    ResponderExcluir