quarta-feira, 4 de maio de 2011

COMO PROMETI, MINHA 1ª LISTA DE SAUDADES...

SAUDADE - PRA MIM - NÃO É ESTAR SOZINHA. É VIVER POVOADA E RODEADA DE LEMBRANÇAS QUE EU AMO TER!

Vou postar 50 "saudades", mas sei que vai faltar... Aí amanhã faço o mesmo, e depois, e depois!!! Rs

OBS: Já vi que vou chorar de emoção e rir sozinha umas 10.000 vezes! rs
OBS 2: Como eu disse no post anterior, não tenho problema em me lembrar de coisas que não foram felizes. Só a “saudade” delas é que muda de conotação. Mas ainda assim, é saudade! ;-)


EU TENHO SAUDADE:
  1. Do café da manhã dos verões em Nova Almeida: Pão francês quentinho e cheiroso, das fatias de mortadela em cima da mesa e do copo de leite com nescau estupidamente gelado;
  2. De catar sururu na areia da prainha com papai e turma, e deTODOS os verões em Nova Almeida;
  3. De parar na Lanchonete Gava com mamãe para comer empada de frango e tomar suco de laranja;
  4. Do churrasco do Tio Zé Luiz, no barzinho da frente da Antártica;
  5. Do cheiro do papai quando ele chegava da Oficina (e DA oficina!);
  6. De brincar de competição de natação com a Fernanda na piscina de casa (“Nós não precisamos de treinar!”, “Mas nós precisaaaamos!”);
  7. Do cheiro do poço do motor da piscina – tantas vezes virava a nossa casinha nas brincadeiras!;
  8. Da Mercearia do Seu Acir (e da BALA SOFT que eu comprava lá);
  9. Da "festa" que fiz na sala de aula (inclusive com os meninos) quando menstruei pela primeira vez;
  10. Das músicas dos anos 80;
  11. Dos filmes “Goonies” e “A volta dos Mortos Vivos” – os primeiros a passarem em nosso primeiro vídeo cassete!;
  12. Do cheiro do nosso primeiro telefone sem fio (um “tijolo” pérola enorme com botõezinhos marrons dos lados);
  13. Do carpete da casa antiga, e das cortinas com pendentes de lã nas laterais;
  14. Dos azulejos de florzinha, da varanda da frente da sala com colunas redondas e mureta baixinha da casa antiga;
  15. De TODA a casa antiga;
  16. Do cheiro de madeira nova depois da casa reformada;
  17. Da quantidade de vezes que eu e Rosangela passávamos pano e tirávamos a poeira do nosso quarto novo;
  18. Da escada e da área de serviço do nosso apartamento no prédio da Antártica;
  19. Do aniversário de 2 aninhos, de Garfield, do Luciano no terraço do prédio da Antártica;
  20. Do Nescau batido no liquidificador e do suco de groselha, da Tia Carminha;
  21. De dormir nas 2 poltronas juntas na casa da Tia Carminha e ouvi-la dizer que aquilo era meu bercinho;
  22. Do carrinho de rolimã e das invenções mirabolantes do Duda;
  23. Da turma de EJC da Léla e da Bia e do cheiro que tinham os papéis da equipe de secretaria do encontro;
  24. Das reuniões dos Encontros de Igreja lá em casa;
  25. De ir à Missa todos os sábados com a família TODA, depois de assistir ao Chacrinha;
  26. De dar selinho na mamãe pra passar o batom dela;
  27. Da sensação de passar a língua na gengiva dias depois de arrancar um dente e ficar de janelinha;
  28. Da Bia cantando “Balada da Caridade” pra me fazer ninar de tarde;
  29. Do meu emaranhado de 5 chupetas e do cheiro que elas tinham;
  30. Do meu travesseiro pequenininho de fronha vermelha com detalhes pequenininhos;
  31. Da Polly passando de fase no jogo das formigas no Atari;
  32. De quando o papai chegou em casa com o nosso Atari;
  33. Do sabor do Quick de morango e dos ovos pochè servidos pela mamãe no suportezinho próprio, de inox;
  34. Dos pacotinhos de papel, cheios de bala, que papai trazia a cada (mínima) viagem que fazia;
  35. Dos passeios de TODO domingo em cima da pampa, catando esterco pra fazer de adubo pro quintal;
  36. Do Dryke e do Bradock;
  37. Dos campings de Cabo Frio, Petrópolis, Friburgo e Teresópolis;
  38. Das pantufas para entrar no Museu em Petrópolis;
  39. Do Del Rey do papai;
  40. Das viagens pra Salvador e Ilha de Itaparica, acompanhando o relógio do Del Rey e vendo quem podia deitar pra dormir – e de pararmos no Flesha pra passarmos a noite e comer sanduíche;
  41. Dos dias de-li-ci-o-sos que passávamos no Campestre enquanto papai ia jogar bola;
  42. Da coxinha e do enroladinho de presunto e queijo, com molho inglês, do Campestre;
  43. Da Irmã Albina, minha primeira professora no Instituto João XXIII;
  44. Dos recreios e da fila de entrada do Instituto, com irmã Rafaela sempre cantando alguma musiquinha ou dando recados;
  45. Da Vilmara, da Fernanda, da Karol, da Kamily, da Bruna e da Ana Paula;
  46. Das minhas professoras de jardim, alfabetização e séries iniciais;
  47. Da Turma do Balão Mágico;
  48. De ler na minha formatura da alfabetização (com o cabelo preso num rabo de lado e com vestido branco com rendinha);
  49. Dos passeios e das noites na casa da Tia Vera (principalmente na Castro Alves);
  50. Das músicas pornográficas, da calcinha preta e pequena, da cicatriz da retirada da tatuagem no antebraço, do peito com plástica, do puxa-puxa, dos cigarros e da gargalhada rouca que exibia TODOS os dentes e apertava os olhos da Tia Nana.
Amanhã posto mais.
As coisas PIPOCAM na minha cabeça, e a impressão que tenho é que farei umas 10 listas de 50 itens. Tenham calma comigo... mas é que isso é GOSTOSO DEMAIS! :-)

10 comentários:

  1. Amore! Quantos cheiros! Acho que vc é, sobretudo, cheirostésica! rs...

    ResponderExcluir
  2. AMEI LARISSA, QUE COISA BOA SENTIR SAUDADES, NÃO IMPORTA SE DE COISAS TRISTES OU ALEGRES O IMPORTANTE É O MOMENTO QUE VIVEMOS, MAS ME LEMBREI DE UMA COISA, TENHO SAUDADES DE QUANDO VC VINHA EM MINHA CASA, E AS VZS DORMIA E CONVERSSÁVAMOS MUITO, E DE QUANDO VC DESFILOU E MARIANA TB, PARA A RAINHA DO JIM DO MARISTA LEMBRA? TENHO UMA FOTO AQUI SUA LINDA!!! E NÃO DESISTA, CONTINUE VC É MUITO COMPETENTE NO QUE FAZ....BJKIS

    ResponderExcluir
  3. Só adaptando: "Viver, REVIVER e não ter a vergonha de ser FELIZ!". ;)

    ResponderExcluir
  4. Massa é me ver numa porção dessas lembranças!
    Bom demais...

    ResponderExcluir
  5. Noooooosssaaaaaa..... Um verdadeiro flashback de emoçōes! Delícia, irmã!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com nojo do emaranhado de chupetas e do CHEIRO delas! Imagina só, quanta baba!!!

    MAAAAAS... Lembro um pouco do cheiro de madeira da casa recém-reformada, e também tenho saudade da área de serviço do apartamento da Antárctica. Eram ali meus mágicos Natais da infância, quando as luzes se apagavam e colocavam um Papai Noel iluminado, andando no chão. Eu ficava EN-CAN-TA-DO!!

    Ah, e não consigo imaginar você dando selinho na Dindinha Dica. Ela dava essas confianças??? hahahaha

    Ai... amei. Amo você.

    ResponderExcluir
  7. patricia rizzi marianelli4 de maio de 2011 18:51

    Estouuu adorandooo este seu blog.....continueeee q todos os dias passarei paradar uma espiadinha e deixar um recdinho.....vc è muito carinhosa e especial.....

    ResponderExcluir
  8. Gente, obrigada! Eu estou AMANDO ter um motivo a mais pra me lembrar de tudo isso! :-)

    ResponderExcluir
  9. Juliana Fachetti5 de maio de 2011 15:17

    Aqui..... a quinquagésima saudade da sua primeira lista sinceramente fez meus olhos encherem d`água depois de tanto tempo tentando me acostumar com a falta da Tia Nana..... eu simplesmente A VI após pouquíssimas palavras suas mas especialmente detalhadas.... ai que dor no core!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Quanta lembrança boa!!! Ai, ai...

    ResponderExcluir